Espirais (4)

Anestesiada, em forma de suspiro deixava-se levar, não sobraram palavras em seu dicionário, pobre vocabulário, estava inerte a nadar, por vezes saltará, sentia-se livre em queda, mas depressa acaba, prende-se ao chão. Não era certeza a quem deveria culpar, deixou o se tornar-se a versão dos fatos, fantasia, deixou-se levar pela única fuga que encontrará e agora não conhecia os cantos do inaudível coração que carrega e leva como seu fardo, leva de lado e a frente não reside o passado, como seguir o que não se vê, como livrar-se do se?
Na cotidiana mesmisse das paisagens tornando-se borrões na janela, previa como seria todo o dia, nunca diferia, era idêntica, apenas aparências, de tom em tom de verde, cada árvore ali presente passava, os faróis, os carros, tanta gente, poucos sorrisos, passos e passos, sempre a frente, sem sal, por diversas vezes incolor e inodoro, passavam todos inconscientes, insensatos, os cabelos brancos crescendo em seus traços, e nada fazem, não agem, continuam a andar.
Por um lado se identificava, mesmo sabendo estar errada era onde se encaixava, no subconsciente da maioria que por ela passava, todos aqueles pensantes seres subindo a eterna escada da negação, conheciam-se, coexistiam na inércia de uma vida figurada, eram o que podiam ser.
O último boa noite marca o fim das horas contadas, leva-se a acreditar que o destino encarregou-se de mais uma charada revelada, o caminho traçado, entalhado, nada novo dizia-se do passado, tudo que ficou destinado a ser esquecido, menos uma hora, menos uma paisagem borrada em seu consciente, a manhã que segue a noite, é tarde, se repete, em tese é o alicerce, tudo que se sabe, tudo que significa essa viagem, velejar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s