Ressentir

Tua voz tem esse efeito, me faz desconhecer tudo que um dia foi monótono, é assim que desboto, de longe traço a silhueta, imaginando o seu vibrar no estrado da cama, o peito acelerado, te sinto de longe respirar fundo, te repito por horas, pronuncio seu nome em voz alta, assim te sinto mais perto, e conto o tempo, as pausas, passos, pontos, portas, notas, conto inconsciente, vitimado, escurece a vista, desgastado, volto sem jeito a te contar meu dia, 93 km agora, asfalto e o vento lá fora, te trazendo para mim.

Bidimensional

Chegou a rotineira oitiva, quando o espelho encara novamente a vítima a se decompor. Do ponto de vista contrário era tudo raso, difícil de entender, isso porque de ambos lados o que restava era refletir.

Durante o dia se acompanhavam, consideraram-se livres, mas se questionavam, onde era real, onde era projetado?

Impulsivo, imperativo, rotacionavam pelo ímpeto de reconhecer-se vivos. Porém a noção de si só existia compartilhada, quando um do outro refletia e em um se materializava.